fbpx

Assédio, isso acontece em sua empresa? Saiba como é possível predizer o comportamento de seus colaboradores.

A série Assédio, produção baseada no livro “A Farsa e os Crimes de Roger Abdelmassih”, envolve o médico especialista em reprodução humana. A trama é composta por 10 episódios que retratam a violência sofrida por pacientes nos anos que Roger exerceu a profissão.

Com base no enredo apresentado, a S2 Consultoria especializada no Comportamento Humano do Risco, trouxe a elucidação para este dilema.

Leia também https://www.s2consultoria.com.br/assedio-no-trabalho/

Se traçarmos o perfil do assediador podemos incluir algumas ações de Roger. O consultório era composto por luxo e beleza, além do tratamento cordial e articulado que o médico oferecia envolvendo a vítima e seu conjunge como uma proposta quase irrecusável de fechar o negócio.

Outro fator relevante era a “fama” mantendo-se como pioneiro em inseminação artificial, além de relacionamento próximo com indivíduos importantes e vinculando “cases” de sucesso com celebridades.

Este ciclo de “amizades” o fazia se sentir mais “poderoso”, e este “PODER” está diretamente ligado a caracterização do assédio, atrelando está imposição a vítima, sendo CRUCIAL para que suas pacientes se mantivessem caladas em meio das situações vivenciadas.

Durante o processo de investigação do caso, paralelo a série, também se constatou que Roger escolhia a vítima, mantinha a preferência por pessoas que apresentavam dificuldades em obter o valor total do procedimento ou que lhe solicitava desconto, desta forma caso realiza-se suas práticas não haveria contestações, pois, a vítima seguiria em silêncio para obter os embriões.

O médico trazia consigo o fator emocional da vítima, se aproveitava da vulnerabilidade da paciente sobre efeito de sedativo para consumar a violência sexual, fazendo com que a vítima não tivesse certeza se houve o ato se precavendo de futuras acusações. Porém muitas de suas ações ocorrem sem sedativos e não vinculadas pós procedimento, mas a vergonha, o anseio de realizar o sonho e o alto investimento financeiro fizeram que o retorno a clínica acontecesse mesmo para as pacientes que já tivessem sido violentadas por Roger.

Podemos adicionar ao perfil do assediador que seus atos se manifestam antes, Roger fez vítima enquanto era residente em um hospital, e articulava para cometer as ações sem testemunha, mantendo a paciente em compartilhamento de leito com uma deficiente visual. Para os investigadores Roger escolheu a profissão visando saciar seus desejos, o classificando como Psicopata.

Veja que a violência ocorrida não estava somente direcionada ao ato sexual, o fator psicológico e ações contrárias como tentativas de carícias e coação complementam o cenário.

A série também traz as consequências do assédio para cada vítima, o que ilustra a realidade com recuperações mais brandas ou intensas, o sentimento mais presente é a de culpa por cogitar ter desencadeado algum comportamento de interesse que justifique a ação do assediador. O receio de se relacionar sexualmente também é existente, prejudicando a vida conjugal e em outros casos desencadeando o divórcio.

Há situações mais agravantes para as vítimas que não conseguem reagir ou pedir ajuda ocasionando o isolamento, depressão, automutilação e até suicídio. Mesmo para as vítimas que possuem coragem em compartilharem com seus cônjuges as ocorrências muitas vezes não são compreendidas e acabam sendo julgadas, enquanto deveriam receber apoio. Tornando o processo de recuperação árduo e necessitando de ajuda profissional psicológica para administrar o trauma.

O assédio é mais do que a violência em dado momento, o assédio é o resumo de todo o processo que a vítima terá que percorrer para conseguir prosseguir. A S2 Consultoria apoia na disseminação do conhecimento para que por meio da conscientização possamos auxiliar e exterminar os comportamentos de assédio, sejam de cunho sexual ou moral.

Leia também: https://www.s2consultoria.com.br/assedio-no-ambiente-de-trabalho/

É possível combater o assédio em nossas organizações, conhecendo os gatilhos comportamentais de nossos atuais e futuros colaboradores, através do PIR Potencial de Integridade Resiliente. Solicite um teste grátis do PIR, e comece hoje predizendo o comportamento de seus colaboradores e prevenindo a sua organização com ações efetivas.

Conheça o PIR

Esse artigo foi escrito por Tamires Bessa, Consultora de Compliance na S2 Consultoria, convidada do Blog da S2. Se você desenvolve conteúdos relacionados à fraude e assédio, e tiver interesse em ver seu texto publicado aqui, entre em contato conosco.

S2 Consultoria

A S2 desenvolve a Integridade Resiliente dos profissionais e organizações por meio de métodos empáticos e pragmáticos.

Todos os direitos reservados © S2 Consultoria

Share This